Artigos

Transferir Crédito Pessoal Para Outro Banco: Como Fazer?

Quer obter melhores condições para o seu empréstimo e baixar a prestação? Saiba como transferir crédito pessoal para outro banco sem custos.
Tratamos de Tudo Por Si
Prestação Reduzida
Serviço Gratuito
Avaliação Google 4.8
Baseado em 294 Comentários
Simule Grátis

Reduza as suas prestações ao juntar créditos num só.

2500€
75000€
Comece Já a Poupar
Acabe com a dificuldade em pagar créditos. Saiba quanto pode poupar nas suas prestações mensais.
Pedido Recebido!
Continue para ver a sua prestação estimada.
Continuar
Não é possível solicitar valores extras quando o montante de dívida está próximo ao limite.
Indique os Seus Dados
Banco de Portugal
Gestlifes é uma marca JPCOM, intermediário de crédito vinculado e autorizado pelo Banco de Portugal nº1409.
Deve colocar o seu nome para prosseguir.
Campo válido
Deve colocar um e-mail válido.
Campo válido
Deve colocar um número válido.
Campo válido
Deve escolher uma opção.
Campo válido
Deve aceitar os termos e condições para prosseguir.
Campo válido
Somos certificados pelo Banco de Portugal e já ajudámos +5.000 famílias a encontrar as melhores ofertas de crédito.

Se contratou um crédito pessoal ou um crédito automóvel, é provável que esteja a pagar uma prestação considerável durante vários anos, devido às taxas de juro elevadas praticadas nestes empréstimos.

E assinar um contrato não significa que tenha de manter as mesmas condições até terminar de pagar, dado que existem alternativas ao seu alcance para melhorar a sua situação financeira.

💡 É possível transferir crédito pessoal para outro banco e reduzir a prestação em dezenas ou centenas de euros por mês.

Neste artigo, vamos explicar como poderá fazê-lo, evitando a maioria dos custos associados e com a poupança mensal mais significativa para si.

Também poderá, desde já, contar com a ajuda da Gestlifes para analisar o seu financiamento atual e encontrar a melhor solução do mercado para mudar o empréstimo de banco, de forma totalmente gratuita.

É possível transferir um crédito para uma nova entidade de duas maneiras diferentes:

  • Mudar o crédito pessoal de banco;
  • Consolidar créditos.

A primeira situação consiste em solicitar uma nova proposta de financiamento junto de outros bancos e procurar a que será mais vantajosa, em relação ao contrato em vigor.

Depois, deverá avisar a sua entidade atual da intenção de transferir o crédito pessoal e avançar com o processo.

Poderá recorrer a um crédito consolidado se tiver mais do que um empréstimo ao banco ou se, tendo apenas um, precisar de pedir dinheiro extra.

Poderá fazer a consolidação noutra financeira diferente, ficar a pagar uma só prestação e assim tirar partido de alguns benefícios, como prazos de pagamento maiores ou taxas de juro mais baixas do que no contrato anterior.

Em ambos os casos, há lugar à amortização do crédito pessoal na entidade atual, isto é, é necessário liquidar na totalidade a dívida para que possa ser transferida para a nova instituição.

Este processo fica a cargo do banco para o qual irá mudar o empréstimo, sendo que o novo financiamento servirá, precisamente, para pagar o empréstimo anterior.

Depois, reembolsa a entidade financeira durante a duração do contrato de crédito.

Como o crédito automóvel é também uma vertente de crédito pessoal, estes dois processos também se aplicam a esta finalidade.

compensa mudar crédito pessoal de banco

Transferir um crédito pessoal é como fazer um novo crédito com uma nova instituição, quer escolha apenas transferir ou consolidar.

Por isso, deve estar atento à FIN (Ficha de Informação Normalizada) que lhe será entregue com a proposta, e assim analisar os custos extra em causa.

As três comissões que poderá encontrar ao mudar um crédito pessoal são:

  • Taxa de Amortização – Como irá pagar antecipadamente a dívida à entidade atual, terá de suportar uma taxa extra sobre esse montante. O valor é de 0,5% se faltar mais de um ano para o contrato terminar ou de 0,25% se faltar um ano ou menos.
  • Imposto de Selo – Este imposto é devido ao Estado e corresponde a 1,76% do montante a solicitar.
  • Comissão de Abertura – Quando inicia um novo contrato de crédito, pode haver lugar ao pagamento de uma comissão inicial única, ainda que muitas entidades já não cobrem este tipo de taxa.

💡 Confirme com a entidade para a qual irá transferir o crédito pessoal se é possível estar isento de alguns dos custos do processo.

Ainda que o imposto de selo seja obrigatório em qualquer novo contrato, como é o caso da transferência, pode não ter de pagar a comissão de amortização e abertura, em alguns casos.

Então, será que efetivamente vale a pena transferir um crédito pessoal para outro branco?

💡 Ler Mais: Compensa Consolidar Créditos?

Tudo depende do montante em dívida do seu empréstimo atual e das condições que outra entidade lhe pode oferecer, em comparação.

  1. Comece por identificar o valor que ainda tem por pagar ao seu banco;
  2. Solicite propostas para esse montante a outras instituições, quer para transferir ou para consolidar;
  3. Dê preferência àquelas com a TAEG mais reduzida;
  4. Procure a existência de taxas que mencionámos acima;
  5. Calcule a diferença entre prestações e entre o valor de juros de ambos os contratos.

Olhando para a TAEG consegue perceber qual a proposta mais vantajosa e que lhe irá permitir ter uma prestação mais baixa.

💡 Se preferir, também pode optar por alargar o prazo de pagamento do novo contrato e assim ter acesso a uma poupança mensal ainda maior.

simular transferência crédito pessoal para outro banco

Para encontrar uma boa proposta de transferência de crédito pessoal é indispensável analisar as várias entidades no mercado, incluindo:

  • Ofertas de crédito pessoal, se tem um único financiamento a decorrer;
  • Ofertas de consolidação de créditos, para quem tem mais do que um empréstimo ou pretende pedir dinheiro extra.

Qualquer que seja o seu caso, a Gestlifes desenvolveu um simulador que lhe permite ter acesso a diferentes propostas num só lugar.

💡 Enquanto intermediário de crédito registado no Banco de Portugal, trabalhamos diretamente com os bancos para lhe apresentar o crédito mais barato.

Basta indicar-nos o seu montante em dívida, o prazo de pagamento pretendido e os seus dados pessoais.

Depois, entraremos em contacto consigo brevemente com uma nova proposta de financiamento adequada às suas necessidades e que lhe permitirá poupar o máximo por mês.

Transferir um crédito pessoal para outro banco é uma boa opção para conseguir melhores condições para o seu contrato.

Mudar para outra entidade implica fazer um novo contrato de financiamento, que lhe permitirá ter uma prestação mensal mais baixa e taxa de juro reduzida.

Se, por outro lado, já tiver mais do que um empréstimo, fazendo um crédito consolidado pode juntar as mensalidades numa só e ficar a pagar menos por mês.

Lembre-se de comparar a TAEG do contrato anterior com o da nova instituição, assim como o MTIC dos créditos, para se assegurar de que está a tomar a melhor decisão para a sua carteira.

Perguntas Frequentes

É Possível Transferir Crédito Pessoal Para Outro Banco?

Sim, é possível transferir um crédito pessoal para uma nova entidade de duas maneiras diferentes:

    • Mudar o crédito pessoal de banco;

    • Consolidar créditos.

A primeira situação consiste em solicitar uma nova proposta de financiamento junto de outros bancos e procurar a que será mais vantajosa, em relação ao contrato em vigor.

Poderá recorrer a um crédito consolidado se tiver mais do que um empréstimo ao banco ou se, tendo apenas um, precisar de pedir dinheiro extra.

Poderá fazer a consolidação noutra financeira diferente, ficar a pagar uma só prestação e assim tirar partido de alguns benefícios, como prazos de pagamento maiores ou taxas de juro mais baixas do que no contrato anterior.

O Que Acontece ao Transferir Um Crédito Para Outro Banco?

Transferir um crédito pessoal é como fazer um novo crédito com uma nova instituição, quer escolha apenas transferir ou consolidar.

Em ambos os casos, há lugar à amortização do crédito pessoal na entidade atual, isto é, é necessário liquidar na totalidade a dívida para que possa ser transferida para a nova instituição.

Este processo fica a cargo do banco para o qual irá mudar o empréstimo, sendo que o novo financiamento servirá, precisamente, para pagar o empréstimo anterior.

Depois, reembolsa a entidade financeira durante a duração do contrato de crédito.

É Preciso Pagar Para Transferir Um Crédito Pessoal?

As três comissões que poderá encontrar ao mudar um crédito pessoal são:

    • Taxa de Amortização – Como irá pagar antecipadamente a dívida à entidade atual, terá de suportar uma taxa extra sobre esse montante. O valor é de 0,5% se faltar mais de um ano para o contrato terminar ou de 0,25% se faltar um ano ou menos.

    • Imposto de Selo – Este imposto é devido ao Estado e corresponde a 1,76% do montante a solicitar.

    • Comissão de Abertura – Quando inicia um novo contrato de crédito, pode haver lugar ao pagamento de uma comissão inicial única, ainda que muitas entidades já não cobrem este tipo de taxa.

Porém, é possível estar isento do pagamento de algumas delas, algo que deve sempre confirmar com o banco em questão.

Como é Que a Gestlifes Pode Ajudar a Transferir Um Crédito Pessoal?

A Gestlifes desenvolveu um simulador que lhe permite ter acesso a diferentes propostas num só lugar.

Enquanto intermediário de crédito registado no Banco de Portugal, trabalhamos diretamente com os bancos para lhe apresentar o crédito mais barato.

Assim, não terá de se dirigir a várias entidades e comparar as suas ofertas, pois a Gestlifes poderá fazê-lo por si.

Procura Solução à Medida?
Procura Solução à Medida?
Conte Com a Nossa Ajuda
SIMULAR JÁ
SIMULAR AGORA!