VoltarTodos os artigos
Rita Quaresma
Revisto por Rita Quaresma
Rita Quaresma

Formei-me em Gestão em 2007 e sou Analista de Crédito desde então. Trabalho há mais de 5 anos na Gestlifes, onde já ajudei centenas de famílias a encontrarem as melhores soluções para as suas finanças.

Crédito Habitação 100% Financiamento – É Possível? Como?

Banco de Portugal

Gestlifes é uma marca JPCOM U. LDA, intermediário de crédito vinculado nº1409.

Parece haver cada vez mais pessoas interessadas em comprar uma casa em Portugal. Para muitos residentes, trata-se de uma forma de evitar pagar renda, poupando a longo prazo uma vez que se fica com um imóvel.

Contudo, a maior procura tem também feito disparar o preço dos imóveis, criando dificuldades em quem gostaria de ser proprietário de uma habitação. Consequentemente, o interesse no crédito habitação 100% financiamento tem aumentado nos últimos anos.

Este tipo de empréstimo é também um crédito habitação sem entrada, dado que o banco disponibiliza a totalidade do dinheiro.

Mas será que é mesmo possível pedir um crédito habitação com 100% de financiamento? Sim, é.

É mesmo possível comprar uma casa sem entrada, embora existam determinadas condições para isso acontecer.

Leia este artigo até ao fim para saber o que está em causa e como pode pedir um crédito habitação.

✅ Sim, porém com uma de duas condições.

A primeira condição para conseguir um crédito habitação 100% financiamento em 2022 dita que o empréstimo seja usado para comprar um imóvel da banca.

Os imóveis da banca são habitações adquiridas devido ao incumprimento do pagamento das prestações de crédito habitação de alguns clientes. Nesses casos, o imóvel passa para as mãos do banco ou entidade financeira que disponibilizou o crédito.

Para recuperar o montante emprestado, os bancos vendem essas casas a preços mais baixos do que os aplicados no mercado e disponibilizam 100% do financiamento.

Estes sãos os bancos onde pode encontrar este tipo de imóvel:

  • Bankinter
  • BPI
  • Caixa Geral de Depósitos
  • Crédito Agrícola
  • Millennium BCP
  • Montepio
  • Santander
  • UCI

A outra condição que torna possível obter um empréstimo para habitação com 100% de financiamento obriga a que o crédito seja usado para comprar uma segunda habitação.

Este é um dos requisitos da instituição financeira UCI para facilitar um empréstimo em que o devedor não tenha de dar entrada.

Ou seja, só quem já tenha uma primeira habitação e queira adquirir uma segunda pode obter um financiamento de 100% para habitação.

Caso contrário só poderá ser disponibilizado um empréstimo que corresponda, no máximo, a 90% do valor do imóvel.

No entanto, existem formas de maximizar o valor do empréstimo e obter condições mais favoráveis.

Continue a ler o nosso artigo e fique a conhecer como pode conseguir um financiamento mais barato.

💡 Ler mais: Melhor Crédito Habitação em 2022 – Qual o Melhor Spread?

credito habitacao 100 financiamento
Já consegue procurar imóveis como habitações da banca sem sair de casa

Além de oferecerem preços mais baixos, os bancos também criam condições mais favoráveis para quem compra os imóveis da banca.

Tenha em mente que, por terem melhores condições, estas casas podem despertar a atenção de muitos compradores, pelo que deverá tomar a sua decisão com maior rapidez. Além disso, é provável que tenha de pedir um crédito à entidade que vende a casa.

Este tipo de casas pode ser encontrado em:

  • Balcões das instituições financeiras
  • Sites imobiliários das próprias instituições financeiras
  • Sites de mediadores imobiliários parceiros dos bancos
  • Sites especializados na compra, venda ou arrendamento de imóveis

Outro aspeto a ter em conta é que as entidades podem exigir que subscreva um produto financeiro para facilitar o financiamento.

Claro que essas solicitações dependerão de pessoa para pessoa, consoante as suas condições pessoais e profissionais.

Agora que já sabemos que o máximo de financiamento é de 90% para casas que não sejam segunda habitação ou não estejam na banca, o melhor será saber como conseguir atingir esse LTV (“Loan-to-Value” ou “rácio financiamento garantia” em português).

Para isso, terá de cumprir com certos parâmetros que fazem com que as entidades financeiras tenham mais confiança em si, garantindo os 90% de financiamento e não menos do que isso.

Mas, antes de perceber quais os requisitos em causa, conheça estas soluções que podem ajudar a obter melhores condições de crédito.

Crédito Habitação Mais Obras

Com o aumento do valor dos imóveis é natural que os portugueses procurem soluções mais baratas.

E, comprar uma casa que necessite de obras pode até resultar num negócio mais rentável. Porquê?

Uma casa que precise de reparações terá um valor bem mais baixo e existem soluções de financiamento específicas para estes casos.

Para este tipo de casas pode solicitar um crédito habitação que inclua obras ou um crédito pessoal para obras.

A junção deste “2 em 1” pode tornar um imóvel de baixo custo, numa casa completamente nova.

💡 Ler mais: Crédito Para Obras – Qual o Melhor Para Reparações em Casa?

Casas Modulares

As casas modulares são um tipo de habitação mais ecológico e que por norma apresentam preços mais baixos que uma casa mais “tradicional”.

Ora, o facto de ter um custo mais barato, significa que a entrada será consequentemente mais reduzida.

Mas, e se lhe dissermos que existem entidades dispostas a financiar até 100% do crédito neste tipo de construção?

Existem fabricantes e entidades financeiras que anunciam a possibilidade de obter financiamento sem necessitar de uma entrada.

Certifique-se apenas que estes financiamentos são a partir de uma instituição que esteja registada no Banco de Portugal.

💡 Ler mais: Crédito Casas Modulares – Como Funciona? Como Pedir?

Contudo, é normal que uma casa pronta para ser habitada seja mais apetecível.

Por isso, conhecer o que os bancos têm em conta num crédito habitação, é importante para avançar com o valor mais baixo possível de entrada.

pagar menos de entrada

Importa referir que o mais importante são as condições que contrata no crédito. Mas, existem certos requisitos que são essenciais para a redução do custo total do empréstimo.

  • Situação profissional estável – Convém que tenha um contrato de trabalho de longa duração e que apresente rendimentos consistentes.
  • Adicionar uma pessoa ao contrato – Se ambos tiverem um bom perfil financeiro, será mais fácil comprovar que as mensalidades serão sempre pagas a tempo e horas.
  • Incluir um fiador – É um passo opcional, porém, se conseguir arranjar alguém para esta posição, aumentará a confiança no seu pedido de crédito.
  • Ter taxa de esforço baixa – Refere-se à percentagem do seu rendimento que dedica ao pagamento das prestações de crédito. A taxa de esforço baixa não deverá exceder os 33%. Uma taxa de esforço baixa significa que tem folga financeira para arcar com mais despesas.
  • Não entrar em incumprimento de crédito – É importante que considere o seu Mapa de Responsabilidades, uma vez que os bancos irão pedir esse documento antes de aprovarem qualquer empréstimo. Assim, veja se tem alguma dívida e se apresenta um bom histórico bancário.
  • Crédito hipotecário – Este é um crédito em que o imóvel é dado como garantia enquanto paga o empréstimo da sua casa e permite obter taxas mais reduzidas.
  • Simular o crédito habitação – O melhor será comparar diferentes propostas de financiamento em várias instituições bancárias, tendo em conta que cada entidade pode pedir uma entrada diferente.

📋 Nota: A Gestlifes trabalha com várias entidades financeiras que disponibilizam crédito hipotecário e que permite obter taxas mais baixas.

Para o ajudarmos neste último ponto, faça uma simulação gratuita com a Gestlifes. Desta forma, faz o seu de crédito habitação apenas uma vez e nós tratamos de encontrar a melhor solução de crédito entre várias entidades financeiras.

Além disso, trabalhamos com entidades financeiras como o BPI, que já oferece um crédito sinal. Trata-se de uma solução que pode financiar adiantamentos para:

  • Sinal de entrada da casa
  • Comprar uma casa em planta
  • Comprar casa em fase de construção

Com esta opção, só paga os juros correspondentes ao montante utilizado durante o período de adiantamento.

Para sabermos se esta é a melhor resposta ao seu pedido, só tem de reunir os documentos necessários e preencher o formulário com os seus dados pessoais e profissionais.

Fazemos uma simulação sem compromissos, tratando de tudo para que consiga finalizar o seu contrato de crédito mais rapidamente.

❌ Não podem porque a lei portuguesa assim o define.

Depois da crise financeira de 2008, os bancos e instituições financeiras tiveram de limitar a concessão de crédito habitação por terem surgido demasiados incumprimentos de pagamentos.

Para que a situação não se repetisse, o Banco de Portugal aprovou uma lei sobre a concessão de créditos que entrou em vigor a 1 de julho de 2018. A lei estabeleceu que o rácio entre o montante do empréstimo e o valor do imóvel dado em garantia (rácio “Loan-to-Value” ou “rácio financiamento garantia” em português) seja de, no máximo:

  • 90% para créditos em habitação própria e permanente (Decreto-Lei n.º 349/98 – Artigo nº 11)
  • 80% para créditos com outras finalidades que não habitação própria e permanente
  • 100% para créditos para aquisição de imóveis detidos pelas instituições e para contratos de locação financeira imobiliária

📋 Nota: A entrada para a compra de habitação reduz o custo total do crédito cedido e, por consequência, o valor das prestações mensais.

Assim sendo, se quiser comprar uma casa que custa 150.000€, os bancos só poderão financiar até 135.000€. E isto não significa que não financiem menos…

Como o crédito habitação atinge montantes muito elevados, os bancos querem ter o mínimo de risco possível. O objetivo é que se consiga ter a certeza de que os clientes têm capacidade para cumprir com os seus pagamentos.

Quando alguém compra uma habitação própria, sujeita-se a que as instituições bancárias decidam qual a percentagem que terá de pagar de entrada tendo em conta a sua situação financeira. Por norma, esse valor será, no mínimo, 10% do valor total da habitação.

❌ Não, já que é punível por lei.

Se calhar até conhece alguém que já tenha experimentado.

A verdade é que é ilegal pedir um crédito pessoal que tenha o propósito de arcar com as despesas de uma entrada, mesmo que não seja com a mesma entidade onde queira fazer o crédito habitação.

Digamos que é uma forma de “enganar” os bancos e atualmente é punível por lei.

Portanto, se a casa que tem em vista não é um imóvel da banca ou não é uma segunda habitação, então não será possível obter um financiamento a 100%.

Conclusão

Caso esteja à procura de um crédito habitação 100 financiamento, há que salientar que tal só é possível caso queira adquirir um imóvel da banca ou uma segunda habitação.

Se já tem algum imóvel em mente que preenche estes requisitos, existem formas de reduzir a percentagem de entrada inicial, como adicionar uma pessoa ao seu contrato de crédito ou ter uma fonte de rendimentos estável.

Como cada entidade pode atribuir empréstimos com montantes diferentes, deve fazer simulações de crédito habitação com várias financiadoras para ver quais as soluções que existem.

A Gestlifes pode ajudar neste aspeto e encontrar a melhor solução para a sua situação financeira.

Perguntas Frequentes

Como obter 100% financiamento num crédito habitação?

Atualmente, os bancos e entidades financeiras só estão habilitados a oferecer 90% de financiamento para a compra de habitação própria ou permanente. No entanto existem duas exceções. Leia o nosso artigo para descobrir quais são os casos em que é possível obter um crédito habitação com 100% de financiamento.

Posso pedir um crédito para financiar a entrada inicial de uma casa?

Não. Pedir um crédito para financiar a entrada inicial de uma casa é punível por lei. Por ser ilegal, terá de encontrar outras formas de contornar esse problema. Uma forma de diminuir a entrada inicial passa por apresentar um bom Mapa de Responsabilidades e mostrar que consegue cumprir com todos os pagamentos das prestações mensais.

Neste artigo, damos-lhe algumas dicas sobre como fazer isso.

É possível pedir um crédito habitação sem entrada?

Um crédito habitação sem entrada é sinónimo de um crédito habitação 100%, uma vez que é a única forma de conseguir um empréstimo para comprar uma casa sem que seja necessário avançar com entrada. Sim, é possível pedir um crédito habitação sem entrada sob determinadas condições. Leia o nosso artigo para descobrir quais são.

O que é o Loan-to-Value (LTV)?

O Loan-to-Value corresponde ao rácio entre o montante emprestado pela instituição financeira e o valor do imóvel dado como garantia. Em português é conhecido como rácio financiamento garantia e traduz a percentagem de financiamento concedida pelo banco. Desde a crise financeira de 2008, o LTV de créditos habitação só pode ser, no máximo, 90%. No entanto, existem duas exceções. Saiba quais são lendo o nosso artigo.

SIMULAR AGORA! SIMULAR AGORA!