Artigos

Melhor Spread Crédito Habitação 2024: Como Negociar?

Procura os bancos com melhor spread do mercado no crédito habitação? Descubra qual é o spread mais baixo 2024 e baixe a prestação.
Spread Desde 0,5%
Negociamos Com os Bancos Por Si
Serviço Gratuito
Avaliação Google 4.8
Baseado em 222 Comentários
Obtenha o Melhor Spread
Encontramos a melhor proposta do mercado por si, sem custos adicionais.
Somos certificados pelo Banco de Portugal e já ajudámos +5.000 famílias a encontrar as melhores ofertas de crédito.

O spread é um dos indicadores que terá uma grande influência no custo do crédito habitação.

No contexto atual, a oferta torna-se cada vez mais competitiva, com alguns bancos a oferecerem até spread de 0%.

💡 Esta é a altura ideal para renegociar com o banco e reduzir a sua prestação mensal, tendo em conta que as taxas de juro continuam num caminho ascendente.

A Gestlifes é parceira de várias entidades financeiras e tem acesso às melhores propostas para ter o melhor spread do mercado no crédito habitação em 2024.

Por isso, quer pretenda comprar casa ou transferir o seu crédito habitação, não hesite em fazer uma simulação connosco.

BancoSpread MínimoSpread Máximo

Banco

Millennium BCP

Spread Mínimo

0%

Spread Máximo

1,75%

Banco

Novo Banco

Spread Mínimo

0%

Spread Máximo

1,8%

Banco

ActivoBank

Spread Mínimo

0%

Spread Máximo

1,75%

Banco

Santander

Spread Mínimo

0,5%

Spread Máximo

1,9%

Banco

Caixa Geral de Depósitos

Spread Mínimo

0,5%

Spread Máximo

2,05%

Banco

BPI

Spread Mínimo

0,75%

Spread Máximo

1,6%

Banco

Bankinter

Spread Mínimo

0,75%

Spread Máximo

1,1%

Banco

Eurobic

Spread Mínimo

0,75%

Spread Máximo

2,05%

Banco

Banco CTT

Spread Mínimo

0,8%

Spread Máximo

1,4%

Banco

Montepio

Spread Mínimo

0,8%

Spread Máximo

1,2%

Banco

Crédito Agrícola

Spread Mínimo

0,8%

Spread Máximo

1,3%

Banco

ABANCA

Spread Mínimo

1%

Spread Máximo

2,5%

Valores atualizados a 26.02.2024, a partir do website das financeiras.

Atualmente, são vários os bancos a oferecer spreads abaixo de 1%, ao contrário do que estava a acontecer há já alguns anos.

E, para além disso, existem três bancos com propostas de spread 0% durante os primeiros dois anos do contrato:

  • Millennium BCP;
  • ActivoBank;
  • Novo Banco.

Isto significa que durante este período, não irá pagar os juros referentes a este indicador, o que irá baixar a sua mensalidade.

Desde 2012, o valor do spread médio desceu de 3,05% para 1,09%, de acordo com dados do Banco de Portugal.

Isto porque a procura pelo melhor crédito habitação tem sido menor, devido às subidas da Euribor e das prestações mensais.

Por isso, de forma a atraírem mais clientes e incentivarem as transferências de crédito, os bancos reduziram esta taxa para terem propostas mais apelativas.

💡 No arranque de 2023, a venda de casas em Portugal desceu 20,8% em relação ao período homólogo, segundo dados do INE.

Tenha, porém, em atenção que estes valores de spread pressupõem a subscrição de determinados produtos do banco.

Dependendo do banco onde contratar o seu crédito habitação, irá estar sujeito à adesão a certos serviços, de modo a que o spread seja mais competitivo.

Ainda que não seja obrigatório fazê-lo, é quase inevitável que a taxa acabe por ser inflacionada por conta disto.

Alguns dos produtos em questão incluem:

  • Domiciliação do ordenado;
  • Ter o seguro de vida e seguro multirriscos na entidade;
  • Ter dois pagamentos mensais via débito direto na mesma conta à ordem;
  • Aderir a um cartão de crédito;
  • Subscrever um PPR.

Normalmente, as instituições deixam à escolha do cliente a subscrição de dois ou três destes produtos, e isso já é suficiente para aceder a um spread mais baixo.

Posto isto, qual é, efetivamente, a redução mensal que poderá conseguir ao negociar o melhor spread?

Vamos a um exemplo: se optar por um montante de financiamento de 144.500€, no Santander, pago em 37 anos, terá o seguinte cenário:

No Santander, um spread mais baixo oferece uma redução de +100€ na prestação mensal.

Neste caso, falamos dos seguintes números:

  • Mensalidade de 674,72€ durante 36 meses, com spread promocional de 0,5%;
  • Mensalidade de 700,80€ após os 36 meses, com spread de 0,8% durante o resto do contrato;
  • Se não subscrever produtos do banco, fica com uma mensalidade de 800,18€.

Ou seja, optar por uma bonificação significa uma poupança de 100€ mensais!

Isto irá sempre variar de banco para banco, mas é bastante fácil comparar o impacto nas simulações online das entidades, conforme pode ver acima.

Existem vários fatores em jogo na hora de negociar o melhor spread junto do seu banco.

Quer falemos da aquisição de um imóvel ou de uma transferência de um empréstimo de uma entidade para outra, é indispensável solicitar várias propostas diferentes.

Isto porque ainda que os spreads base sejam um bom ponto de partida para perceber quais as instituições mais competitivas, a verdade é que cada caso é um caso.

Por isso é que falar com vários bancos é indispensável, fazendo-se valer do seu poder de negociação para chegar à proposta mais barata para si.

💡 Subscrever produtos do banco, ter um perfil financeiro estável e um montante em dívida não muito elevado são variáveis que podem contribuir para um spread mais atrativo.

Um intermediário de crédito como a Gestlifes pode ajudá-lo a encontrar o melhor spread.

Aqui, o simulador de crédito habitação da Gestlifes pode ajudá-lo para que não tenha de contactar inúmeros bancos e analisar as respetivas ofertas sem qualquer apoio.

Se nos indicar o montante de financiamento em questão e os seus dados, encontramos a entidade com o spread mais baixo por si, sem qualquer custo adicional.

O spread é uma taxa que representa a margem de lucro do banco ao conceder um crédito habitação.

Ou seja, num empréstimo de 150.000€ com um spread de 1,5%, a entidade irá ganhar 2.250€ pelo serviço, apenas nesta variável.

Não estão, aqui, incluídas outras comissões, despesas e produtos nos quais o banco também lucra quando o cliente faz a adesão.

💡 Ler Mais: O Que é o Spread no Crédito Habitação?

O spread acaba por ser uma componente importante do financiamento, dado que ao contrário da Euribor, é definida de forma independente pelos vários bancos.

Ora, isto dá-lhe uma maior flexibilidade para negociar e para reduzir custos, algo que não acontece com as taxas de juro que são decididas pelas entidades reguladoras europeias.

Mas tenha em atenção: nem sempre um crédito com o spread mais baixo é o crédito mais barato!

Porquê? Porque o spread representa apenas uma parte daquilo que irá pagar pelo empréstimo habitação.

O indicador que deverá sempre comparar entre bancos é a TAEG, ou seja, a taxa de juro que engloba todos os encargos do financiamento, incluindo o spread.

Mesmo assim, na medida do possível, deve procurar negociar esta taxa com a entidade financeira, pois poderá facilmente reduzir a sua mensalidade.

Spread como poupar

Apesar do banco decidir livremente o lucro no empréstimo, estas são algumas as estratégias que permitem obter um melhor spread.

É através do seu Mapa de Responsabilidades que o banco consegue perceber a sua situação financeira:

  • Quantos empréstimos tem;
  • Se existe alguma situação de incumprimento;
  • Os montantes em dívida.

Manter uma boa relação e um histórico financeiro saudável é um sinal positivo para o banco no momento de emprestar dinheiro.

E, se possível, mantenha todas as informações pessoais atualizadas junto da entidade financeira.

Quando realizar um pedido de crédito, a instituição confirma alguns dados internos, como por exemplo os seus rendimentos, e estas informações podem não estar corretas.

Na oferta de crédito é comum encontrar os termos “vendas associadas facultativas” ou “spread com bonificação”, mas o que significam?

Ora, estamos a falar de produtos adicionais e totalmente opcionais para o consumidor que permitem reduzir o spread.

Estes são alguns dos requisitos que permitem a redução:

  • Cartões de crédito;
  • Domiciliação de ordenado;
  • Subscrever determinado tipo de seguro;
  • Aderir a um plano de poupança reforma (PPR).

Apesar de permitir obter melhores condições, tenha em conta os custos e comissões que possam estar associados a estes serviços.

Se procura comprar uma casa, lembre-se que os bancos também disponibilizam imóveis.

Muitas destas casas resultam de processos de hipoteca, o que permite que as entidades ofereçam um spread bem mais baixo.

Em alguns casos, é também possível pedir um financiamento a 100% para a compra de habitação, ou seja, sem entrada.

Visto que o banco analisa o risco do empréstimo também pelo valor pedido e o preço do imóvel, ao adiantar uma boa quantia como entrada de pagamento pode conseguir:

  • Um spread mais reduzido;
  • Prestação mais baixa no crédito.

Este são dois fatores importantes para manter a sua saúde financeira.

Todavia, não aplique todas as suas poupanças na entrada da casa. Existem outras despesas no crédito habitação, como o valor da escritura, e vai precisar de ter alguma liquidez para estes casos também.

É possível que nunca tenha ouvido falar nesta opção, mas sabia que a empresa para a qual trabalha pode ter condições especiais para os seus trabalhadores?

Não exclua falar com a sua entidade patronal para confirmar se existe algum acordo com bancos e instituições financeiras.

Caso já tenha um crédito habitação há vários anos, pode estar a pagar um empréstimo com condições tão desajustadas que só prejudicam as suas finanças.

E se existir uma forma de conseguir um spread desde 0,5% e um alívio na mensalidade?

Esta é uma das melhores estratégias para obter encargos mais baixos, principalmente se optar pelo melhor banco para transferir crédito habitação.

Como este é ainda um tema relativamente novo para o mercado de crédito, são muitos os bancos que não cobram encargos associados.

Atualmente, não faz sentido depender apenas de uma entidade financeira.

O segredo para alcançar um spread mínimo é conhecer toda a oferta, simular online e estar preparado para as variações de preços no mercado.

E é bastante comum existirem atualizações às ofertas dos bancos.

Visto que a compra de uma casa envolve um montante elevado, justifica-se estar atento e mudar para uma instituição com uma melhor resposta.

Por isso, não hesite em renegociar o crédito habitação junto do seu banco atual, de modo a conseguir baixar o spread.

Obter o melhor spread do mercado no crédito habitação é importante para garantir que reduz as suas prestações mensais e paga menos pelo empréstimo.

É indispensável negociar com os vários bancos e tirar partido da conjuntura atual para conseguir uma taxa mais baixa, quer vá agora comprar casa ou pretenda mudar de entidade financeira.

Mas, para além do spread, atente também na taxa de juro (TAEG) associada ao contrato, dado que só assim saberá se está a escolher o crédito mais barato.

Perguntas Frequentes

Qual o Melhor Spread no Crédito Habitação 2024?

Atualmente, as melhores ofertas de spread começam nos 0,75% no BPI e no Bankinter.

E, para além disso, existem três bancos com propostas de spread 0% durante os primeiros dois anos do contrato:

  • Millennium BCP;
  • ActivoBank;
  • Novo Banco.

O Santander tem, também, em vigor uma campanha promocional que lhe oferece 0,5% de spread nos primeiros dois anos de contrato.

 

Como Conseguir o Melhor Spread do Mercado?

Falar com vários bancos é indispensável, fazendo-se valer do seu poder de negociação para chegar ao melhor spread do crédito habitação.

Para tal, pode utilizar algumas estratégias, que incluem:

  • Manter um histórico financeiro saudável, sem prestações em atraso;
  • Subscrever produtos do banco, como cartões de crédito, seguros ou PPR;
  • Amortizar uma parte do empréstimo ou dar um valor maior de entrada;
  • Transferir o seu crédito habitação para uma entidade com spread mais baixo.

 

Um Spread Mais Baixo Significa Um Crédito Mais Barato?

Nem sempre.

O spread representa apenas uma parte daquilo que irá pagar pelo empréstimo habitação.

O indicador que deverá sempre comparar entre bancos é a TAEG, ou seja, a taxa de juro que engloba todos os encargos do financiamento, incluindo o spread.

Mesmo assim, na medida do possível, deve procurar negociar esta taxa com a entidade financeira, pois poderá facilmente reduzir a sua mensalidade.

Posso Negociar o Spread de Um Crédito Habitação Antigo?

Sim, é possível negociar não só o spread, mas também outras condições do seu contrato de crédito habitação.

Principalmente quando falamos de spreads acima dos 5%, falar com o banco ou transferir o empréstimo irá reduzir bastante os seus custos.

Procura Solução à Medida?
Procura Solução à Medida?
Conte Com a Nossa Ajuda
SIMULAR JÁ
SIMULAR AGORA!